fran duarte

cartas e poesias de amor

Textos

BARCO SEM RUMO
_Meu barco segue sem rumo levado pela correnteza do rio
igual ao meu coração que sofre por uma grande paixão .
  

                    _Desgovernado e alucinado não a como parar
                     não devo seguir o curso do rio ,mas preciso continuar.


_Quem sabe la na frente ,seguindo água corrente eu encontre
o que eu tanto procuro, que é um porto seguro para atracar meu
barco e viver um amor puro.


                      _Como aquele que um dia perdi ,mas que jamais
                        esqueci.
fran duarte
Enviado por fran duarte em 27/01/2015
Alterado em 07/03/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários

Site do Escritor criado por Recanto das Letras