fran duarte

 

cartas e poesias de amor



Textos

ZUMBI
Ele foi para a rua procurar emoções fortes e encontrou e no começo era fantástico,envolvente,embriagante e em meios de fantasias criava asas
e voava alto e viajava nas madrugadas,encontrava almas que batiam palmas para as façanhas que sai das entranhas de um ser abobado,porem se achando que podia tudo e o absurdo,que nesse mundo para alguns imundo não a lugar para lucidez.e num desses vou voou tão alto e tomou de assalto seu próprio ser e na descida um corpo fraco e sem razão não
aguentou caiu inerte sobre a calçada enfumaçada e jaz agora e sem demora o homem de branco chegou ao lado,e ao longe alguém dizia
olha no bolso para ver se tem documentos, e o homem que estava
a o seu lado respondeu;não deve ter nada pois é apenas um desses
ZUMBI HUMANO que anda por ai e sera enterrado como indigente,mas
derre pente um carro de luxo parou ao lado e a porta se abriu saiu
uma senhora de meia idade banhada em lagrimas deitou sobre o corpo inerte dizendo, filho amado acorde vamos para casa mamãe vai cuidar de você...pobre senhora não percebeu que seu filho agora esta em paz!
fran duarte
Enviado por fran duarte em 31/05/2015
Alterado em 01/06/2015
Copyright © 2015. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.


Comentários


 
Site do Escritor criado por Recanto das Letras